Detalhes da Notícia

Coronavírus muda celebrações do Dia Mundial da Água


22 de março - Dia Mundial da Água

Recurso natural essencial para a sobrevivência, a água tem, merecidamente, o seu Dia Mundial: 22 de março. A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data no ano de 1993, com o objetivo de alertar a população mundial sobre a preservação dos bens naturais, em especial da água. O tema deste ano é “Valorizar a água”. Assim, pretende-se alertar para as consequências negativas do crescimento populacional, do aumento do seu uso na agricultura e na indústria e das alterações climáticas na preservação da água e muito além de celebrar, precisamos lembrar da pandemia de coronavírus.

A situação mundial pede mudanças de hábito. Mais do que necessário, lavar as mãos tornou-se uma questão de sobrevivência. Apesar da pandemia de coronavírus, vale lembrar que a água é importante não só para as pessoas, mas também para o equilíbrio dos ecossistemas. O consumo consciente deste recurso natural finito é destacado na Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU há 28 anos. Os 10 artigos da declaração abordam a preservação e proteção dos recursos hídricos do planeta, bem como a consciência ambiental.

“O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam”. (Artigo 4)

Diante da pandemia do Coronavírus que atinge o mundo todo, reforçar a importância da água no nosso cotidiano, não só no âmbito ambiental, mas no que diz respeito ao seu papel social e sanitário.

Sabemos que uma das principais formas de não disseminar o COVID-19 é lavar bem as mãos com água e sabão, o que para nós, que temos a água em disponibilidade e abundância, pode parecer uma ação simples. Agora, pense nos lugares do Brasil e de outros países onde este recurso já não é abundante e, muitas vezes, até indisponível.

A questão da falta da infraestrutura básica de saneamento e a falta de água potável para um simples ato como lavar de mãos volta à tona com esta pandemia do COVID-19. Por isso, é de grande importância que sejamos conscientes com o uso da água e reforce o combate à poluição dos recursos hídricos. Não é apenas uma questão ambiental, a disponibilidade e preservação dos recursos hídricos está diretamente ligada à questão da saúde humana.

A água está tão presente no nosso cotidiano que poucas vezes refletimos sobre questões como: De onde vem? Por onde passa? Para onde vai?

Os cursos d’água são de extrema importância para todas as dinâmicas ambientais e ecológicas. Aqui em Nipoã existem cinco córregos considerados de altíssima relevância ambiental, conforme ilustramos abaixo: