Detalhes da Notícia

Departamento de Meio Ambiente de Nipoã faz trilha ecológica como estratégia de aprendizagem e conscientização ambiental


Uma manhã de diversão, aventura, emoção e bastante conhecimento a respeito do meio ambiente. Assim foi o dia 1º de novembro das crianças do Projeto Espaço Amigo.

De acordo com o Gestor Ambiental Municipal João Ivan Giacon, a trilha fez parte do Projeto “Aprendizagem e Conscientização Ambiental” e durante a execução dessa trilha, as crianças, além de terem um contato com a natureza descobriram a importância da conservação do meio, compartilhando todas as informações a respeito da temática ambiental.

Para os organizadores da trilha ecológica, a motivação é puramente educativa e procurou desenvolver a educação ambiental em duas dimensões: de conceitos e de procedimentos, quando os participantes podem desenvolver um sentimento de valorização, preservação e conservação do ambiente. Ainda segundo proposta do projeto, a educação ambiental através de trilhas ecológicas promove projetos pedagógicos interdisciplinares ricos e diferenciados.

As trilhas ecológicas se apresentam como uma possibilidade de tornar o conhecimento pertinente, contextualizado e real. O contato com a natureza é o elemento motivador para dar encanto e interesse pela atividade desenvolvida. Sua preocupação básica centra-se na melhor maneira de conduzir a atividade, de forma a alcançar finalidades educativas, por meio da experiência prática.

As trilhas visam não somente a transmissão de conhecimentos, bem como propiciam atividades que revelam os significados e as características do ambiente por meio do uso dos elementos originais, por experiência direta e por meios ilustrativos, sendo assim instrumento básico de programas de educação ao ar livre.

Esse evento levou as crianças para varias peculiaridades encontradas na caminhada ecológica, a meninada teve ainda a oportunidade de saborear alguns frutos da mãe natureza, como é o caso da jabuticaba Sabará, além de conhecerem a importância de cada espécie encontrada na natureza, a meninada aprendeu ainda todo o contexto da criação da unidade de conservação, as lendas urbanas da mata assim como a valorização de cada animal diante da cadeia alimentar. "Nosso maior intuito é conscientizar a população principalmente as crianças para a preservação ambiental. Se conseguimos alertar as crianças, elas irão por sua vez, educar os seus pais mostrando a realidade da mata e o que pode ser feito para conservá-la", apontou o Gestor Ambiental Giacon. Fez parte desse evento também visita na Capela de Nossa Senhora Aparecida, construída a mais de cem anos pela família Marcondes no meio da mata nativa e restaurada por Devanir Marcos Spagnoli (Fuscão) no ano de 2003.

O evento foi encerrado com lanche oferecido pelo Centro de Referencia de Assistência Social, no quiosque do Recanto da Amizade.