Detalhes da Notícia

Prefeitura de Nipoã participa de oficina preparatória para o período de estiagem


O Gestor Ambiental, João Ivan Giacon, servidor da Prefeitura Municipal de Nipoã participou nos dias 05 e 06 de junho, da Oficina Preparatória para Estiagem. A capacitação foi organizada pela Defesa Civil Estadual e aconteceu em São José do Rio Preto, no prédio da Prefeitura Municipal.

Na abertura solene do evento esteve presente o secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Marco Aurélio Alves Pinto, o Secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas, além de outras autoridades civis e militares.

Durante o evento foram realizadas oficinas que tiveram como objetivo a especialização dos integrantes das COMDECS (Coordenadorias Municipais de Defesa Civil) e voluntários, por meio de palestras sobre o Sistema de Proteção e Defesa Civil, Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, Operação Corta Fogo e outros temas relacionados ao meio ambiente.

O evento teve seu encerramento com atividades práticas e capacitação de brigadistas, contribuindo desta forma no atendimento de um dos critérios da Diretiva “Qualidade do Ar” do programa estadual “Município VerdeAzul”.

No dia 11 de junho, em São José do Rio Preto, na ACIRP, aconteceu o lançamento da Operação Corta Fogo, com a organização realizada em parceria com a equipe técnica da Estação Experimental de São José do Rio Preto, tendo este evento à presença do Secretário Estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas. Esta Operação Corta Fogo é realizada pelo Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais e conta com a integração das ações de prevenção, monitoramento, controle e combate a incêndios florestais, que são coordenadas pela Secretaria de Meio Ambiente, em conjunto com a Casa Militar, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental e Municípios.

A principal meta da Operação Corta Fogo é reduzir em 50% o número de focos de queimadas e incêndios florestais no estado de São Paulo, sendo elaboradas diversas ações com o objetivo de promover maior proteção das áreas nativas, inclusive do Instituto Florestal, da Fundação Florestal e incêndios nas beiras das rodovias. Importante ressaltar que a partir deste ano o Estado de São Paulo passará a combater incêndios florestais com aeronaves. O serviço aumentará a capacidade de resposta ao combate de incêndios. As aeronaves atenderão as regiões de Bauru, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Campinas/Piracicaba, Campos do Jordão e Grande São Paulo. O uso destas aeronaves permitirá diminuir o tempo entre a detecção do foco de incêndio e as ações de combate, minimizando os danos ambientais, reduzindo assim, os custos de combate.