Detalhes da Notícia

Prefeito de Nipoã avalia 2015


Luciano Scalon

O prefeito de Nipoã, Luciano Scalon, avalia 2015 como sendo um ano dificílimo, pois a arrecadação caiu assustadoramente, tiveram que usar e abusar da criatividade para a máquina não parar. Sobre as denúncias no governo federal diz que o povo fica com a pulga atrás da orelha e isso ajuda a dificultar ainda mais o trabalho do dia-a-dia. No município tem 46 habitações e uma creche escola em construção. Ele ainda afirma que é dedo para falar sobre as eleições de 2016.

Jornal A Voz do Povo: Como o senhor avalia este ano de governo?
Luciano Scalon:
Dificílimo, a arrecadação caiu assustadoramente, ficamos sem recursos e estamos trabalhando no limite, usando e abusando da criatividade para a máquina não parar.

Jornal A Voz do Povo: As constantes denúncias no governo federal aliada a crise econômica afetaram de que modo a sua administração?
Luciano Scalon:
A verdade é que o povo brasileiro anda com a pulga atrás da orelha, isto tudo atrapalha porque fica a dúvida, a desconfiança, a falta de credibilidade, tudo atrapalha; agora você imagina este quadro todo, aliado a grave crise financeira do país? É meio que sufocante, você tem que trabalhar a autoestima das pessoas, fazer com que elas acreditem num momento melhor, uma luz no fundo túnel, tudo afeta, ajuda a dificultar o trabalho do dia-a-dia.

Jornal A Voz do Povo: Estaremos iniciando o último ano do atual mandato, em seu município há muitas obras em andamento? Em sua opinião, há tempo hábil para entrega de todas?
Luciano Scalon:
Temos 46 habitações populares sendo construídas e uma creche escola, houve atraso por causa do corte de repasses, mas, estamos dentro do prazo determinado, se não houver mais empecilhos, creio que entregaremos dentro do tempo determinado, vamos torcer e trabalhar.

Jornal A Voz do Povo: Quanto as eleições que acontecerão em 2016, qual sua posição?
Luciano Scalon:
Estamos analisando, ainda é cedo para qualquer posição, não vou entrar no mérito da questão por enquanto, na hora certa com certeza nos posicionaremos.

Jornal A Voz do Povo: Considerações finais...
Luciano Scalon:
Quero de coração agradecer a todos os colaboradores, funcionários, fornecedores pela confiança estabelecida, peço a nossa gente querida que continue acreditando, temos muito por fazer, atravessamos um momento delicado da nossa economia, precisamos mais do que tudo unir nossas forças para que juntos possamos alavancar o progresso e o desenvolvimento de nossa estimada Nipoã.

Peço que mantenham á fé, a esperança em dias melhores, fiquem na certeza de que luta e trabalho não irão faltar, não pecaremos pela omissão jamais.
Que todos tenham um feliz Natal e um Ano Novo recheado de boas conquistas, com muita saúde, paz e sabedoria. Abraços.